Home / Noticias / 18.11/2021 18:45h

OAB/RS reitera pedido de revogação da norma do TJRS sobre vestimentas nas dependências do Judiciário

18/11/2021 18:45h | Atualizada em 02/12/2021 13:29h

A Ordem gaúcha reforçou o pedido de revogação da Ordem de Serviço Conjunta nº 01/2021 do Tribunal de Justiça e da Corregedoria-Geral da Justiça do Rio Grande do Sul, através de um novo ofício enviado à Corte nesta quinta-feira (18). A norma trata sobre a exigibilidade do uso de “trajes adequados” para ingresso presencial e atendimento on-line nas dependências do Poder Judiciário estadual.

Conforme argumentos já sustentados pela OAB/RS, através da sua Comissão de Direitos Humanos Sobral Pinto (CDH), a Ordem de Serviço atinge diretamente a parcela mais vulnerável da população, que já encontra inúmeras dificuldades para o acesso à Justiça, sobretudo nas esferas trabalhista e criminal.

Além disso, a seccional gaúcha alerta que o regramento pode gerar interpretações discricionárias e mesmo discriminatórias, pois os conceitos de “decoro” e de “austeridade”, por exemplo, são amplos, polissêmicos e dúbios.

O presidente da OAB/RS, Ricardo Breier, reforça que o tema foi inclusive uma das deliberações da Carta do VI Colégio de Presidentes das Subseções: “A normativa apresenta uma série de exceções, dubiedades e abre possibilidades para vontades arbitrárias, subjetividades e, possivelmente, de preconceitos individuais”, frisa.

A Comissão da Mulher Advogada (CMA) tem recebido relatos de abordagens na entrada dos Foros e, especialmente no Foro Central de Porto Alegre causando constrangimentos às advogadas e, em alguns casos, configurando em violação das prerrogativas.

Veja os ofícios enviados:

Ofício TJRS

Ofício CGJ

18/11/2021 18:45h | Atualizada em 02/12/2021 13:29h



Notícia anterior

Eleições 2021 .

18.11.2021
Próxima notícia

2º Juizado da 3º Vara Criminal será instalada na Comarca de Rio Grande

18.11.2021

Principais notícias

Ver todas